Cedof Manaus | Centro Diagnóstico de Otorrinolaringologista e Fonoaudiologia
(92)3622-5777
Exames Realizados
Videoendoscopia Nasal

Videoendoscopia Nasal, tem como objetivo Visualizar partes internas do nariz que não podem ser vistas a olho nu. Com a videoendoscopia nasal podemos identificar causas de obstrução nasal (nariz entupido), auxiliar nos diagnósticos de sinusite e desvio do septo nasal (cartilagem/osso dentro do nariz).

Videolaringoscopia

A videolaringoscopia é um exame realizado no consultório por um otorrinolaringologista, com o objetivo de visualizar regiões da cavidade oral, orofaringe, hipofaringe e laringe. Procuram-se lesões ou sinais sugestivos de doenças que acometam a boca, garganta, base da língua, pregas vocais entre outros.

Polissonografia portátil

Trata-se de um exame capaz de avaliar a apneia do sono em casa. Consiste na utilização de um equipamento portátil composto por um componente para gravação e armazenamento de dados ligados a um sistema de fios cintas e outros acessórios necessários a monitoração do sono em sua própria cama. O exame e indolor. Não se usam agulhas ou instrumentos semelhantes, ou seja, o exame é não-invasivo e não envolve risco.

Exame Otoneurológico - Vectoeletronistagmografia

Este exame faz parte da rotina otoneurológica, que visa avaliar de forma minuciosa o paciente com alterações do sistema vestibular (equilíbrio), incluindo as doenças do labirinto, popularmente conhecidas como "labirintites". Eletrodos semelhantes aos eletrodos usados em eletrocardiogramas são colocados na fronte do paciente e conectados a um programa de computador, que analisará os sinais originados de movimentos oculares involuntários, denominados nistagmos. A análise destes movimentos é de extrema importância no diagnóstico das doenças vestibulares, dadas as ligações existentes entre o sistema vestibular.

Videonistagmoscopia

O objetivo desse exame é diagnosticar a Vertigem Posicional Paroxística Benigna (VPPB), caracterizada por tontura rotatória, que é desencadeada pelo movimento rápido de cabeça e/ou do corpo. O exame consiste na captação dos movimentos dos olhos, registrado por uma microcâmera, no momento em que o paciente é conduzido a deitar rapidamente. A partir disso verifica-se a presença de nistagmo (movimento involuntário dos olhos) e/ou vertigem, assim como, qual dos labirintos está afetado.

Audiometria Tonal

A audiometria é um exame que tem como objetivo avaliar a capacidade do paciente para ouvir e interpretar sons. Através do exame detectam-se possíveis alterações auditivas e permite orientar o paciente sobre as medidas preventivas ou tratamentos mais adequados para cada caso.

Audiometria Vocal

Esse teste ocupa um lugar importante na avaliação da audição, é rápido, indolor, não é invasivo, tem diversos objetivos e também é denominado por Logoaudiometria. Os testes básicos para essa avaliação são: detecção de limiar de recepção de fala (LRF) e detecção do índice de reconhecimento de fala (IRF). Avaliar a capacidade do indivíduo examinado para compreender a fala.

Imitanciometria

Imitanciometria esse exame é rápido, objetivo, de fácil execução, indolor e oferece dados importantes no diagnóstico clínico. Pode ser divido em três etapas: timpanometria, compliância e pesquisa do reflexo estapédico. Geralmente é realizado em conjunto com a audiometria. Também conhecido como Impedanciometria.

Bera

É o exame do Potencial Evocado Auditivo do Tronco Encefálico e tem por objetivo avaliar a integridade funcional das vias auditivas nervosas, desde a orelha interna até o córtex cerebral. Com ele é possível determinar se existe ou não perda auditiva, assim como precisar seu tipo e grau. Caso exista perda auditiva é possível saber se ela é decorrente de lesões na cóclea, no nervo auditivo ou no tronco encefálico. É um teste indolor, não invasivo, que pode ser realizado em crianças e adultos

Fonoterapia

A fonoterapia tem como objetivo otimizar a função vocal, dentro das condições anatômicas e orgânicas do paciente. Para isso, o fonoaudiólogo atua nos três sistemas principais, responsáveis pela produção e projeção da voz: respiração, pregas vocais e trato vocal, que inclui o fundo da garganta, boca e cavidade nasal.

Audiometria infantil condicionada

É a observação das respostas comportamentais a estímulos acústicos em situação controlada. A audiometria infantil condicionada é utilizada para crianças de 2 a 6 anos de idade. Para que possamos ter respostas consistentes e precisas, utilizamos o condicionamento lúdico, onde as respostas ao estímulo sonoro são com brinquedos de encaixe , ou que possam ser arremessados. Para isso é necessário que uma fonoaudióloga acompanhe o exame dentro da cabine para interagir com a criança, e utilize a técnica apropriada para cada idade. A audiometria infantil vai detectar o grau e tipo da perda auditiva.

Reabilitação Vestibular

As desordens vestibulares são as principias causas das vertigens (“tonturas”), que por sua vez são a segunda maior queixa em consultórios médicos. Os objetivos é determinar a quantidade de esforço que o paciente pode tolerar, criando uma forma efetiva de estimulação vestibular sem causar efeitos prejudiciais. A reabilitação vestibular (RV) procura restabelecer o equilíbrio por meio de estimulação e aceleração dos mecanismos naturais de compensação, induzindo o paciente a realizar o mais perfeitamente possível os movimentos que estávamos acostumados a fazer antes de surgir à tontura.

Emissões Otoacústicas Evocadas

As emissões otoacústicas são sons de baixa intensidade produzidos pela cóclea em resposta a um estímulo sonoro. As emissões evocadas podem ser captadas em resposta ao estímulo acústico clique e são chamadas de transientes, ou são provocadas pela apresentação de dois tons de freqüências diferentes simultaneamente, sendo conhecidas como produto de distorção. O registro das emissões é realizado colocando-se uma sonda no meato acústico externo e tem como objetivo principal verificar a integridade das células ciliadas externas da cóclea, através da presença das emissões otoacústicas.

"Teste da Orelhinha"

A realização do “Teste da Orelhinha” (Emissões Otoacústicas) tem o objetivo de identificar precocemente a deficiência auditiva, sendo recomendado atualmente para todos os bebês, ainda na maternidade ou no primeiro mês de vida. É um exame totalmente indolor (não é necessário furar a orelha), rápido e seguro.

PAC - Processamento Auditivo Central

Estes testes audiométricos avaliam, também de forma subjetiva, o processamento da informação sonora pelo Sistema Nervoso Central. É realizado em cabines acusticamente isoladas por otorrinolaringologistas ou fonoaudiólogas. Trata-se do que há de mais moderno em avaliação subjetiva da audição, em que os sons são oferecidos ao paciente através de fones de ouvido de forma competitiva, ou seja, diferentes sons em cada uma das orelhas, sendo observada a capacidade do paciente distinguir isoladamente cada um destes sons. É um exame indolor,gerando informações importantes para o tratamento dos distúrbios de processamento auditivo central.

Audiometria Comportamental Infantil

Esse tipo de audiometria como o próprio nome já diz, avalia o comportamento da criança frente ao estimulo auditivo. É usado para crianças de 0 a 2 anos de idade ou crianças com outros comprometimentos associados. Esse exame permite o rastreamento de crianças com surdez acentuada, severa e profunda. Utiliza-se instrumentos musicais e sons da fala. As respostas aos estímulos sonoros variam de acordo com a idade e com a intensidade mínima de estimulo, a avaliação deve constar de estímulos de diversas intensidades (entre 25 e 90 dB).

Untitled Document
     
Horário de Atendimento
 
Central de Atendimento
Segunda a Sexta 07:00HS até 19:00HS
 
(92)3622-5777 / 3231-1566 / 3234-9724
Sábado: 07:00HS até 12:00HS
Celular: (92)98854-3042 / 98426-0248
Plantão Corpo Estranho
WhatsApp:(92)98167-2299 / 99388-0613
07:00HS até 09:00HS*
E-mail: atendimento@cedofmanaus.com.br
   
Localização
Rua Leonardo Malcher Nº 709, Centro, Manaus/AM
     
Site melhor visualizado nos browsers: Internet Explorer 9 ou Superior e Google Chrome